Posts filed under ‘Receitas vegetarianas’

Novo Blog Cozinha Fácil

Novo Blog Cozinha Fácil (www.blogcozinhafacil.com.br) - Flávia Massara

Olá, leitores e amigos!

Pensando em vocês e em uma experiência mais bacana, o Blog Cozinha Fácil ganhou novo layout e está de cara nova.

A partir de agora, para ver novas receitas (e as mais antigas também), basta acessar o novo endereço: www.blogcozinhafacil.com.br.

A nova carinha do Cozinha Fácil o transforma em um livro de receitas virtual, em uma cozinha de aspecto bem mineiro na rede, ressaltando a minha origem em Belo Horizonte e a comida boa da minha terra :)

Espero que gostem do novo visual e continuem participando com comentários, dicas, críticas e sugestões. Visitem o www.blogcozinhafacil.com.br!

Obrigada!!!!

julho 15, 2010 at 14:59 1 comentário

Salada de grãos e tiras de vegetais com molho de iogurte

Estamos no inverno, mas uma saladinha às vezes cai bem, né?

A receita que dou hoje é inspirada (e só inspirada mesmo) na famosa Salada Coleslaw, feita com repolho cru, bem crocante. A receita tradicional é americana e leva maionese, mas como a intenção é, também, cortar calorias, usei iogurte natural desnatado.  Esta salada é linda, saborosa e, como adicionei grãos à fórmula, o prato sustenta.

Você vai precisar de:

(Serve 2 porções)

- 1 xíc. (chá) de arroz 7 grãos cozido e frio (ou então a mesma quantidade de arroz integral misturado aos grãos de sua preferência, como quinoa, cevada, linhaça etc.)

- 8 folhas de repolho roxo cru cortadas em tiras finas

- 15 folhas grandes de espinafre cru cortadas em tiras finas

- 1 cenoura pequena ralada

- 2 colheres de sopa de alcaparras

- 1/2 xíc. (chá) de queijo tipo trancinha desfiado

- Cebolinha picada a gosto

- 1 pote de iogurte natural desnatado

- suco de 1/2 limão grande ou 1 limão pequeno

- 2 col. rasas (café) de páprica picante

- Sal e pimenta do reino a gosto (o sal talvez possa ser dispensado, já que as alcaparras são bastante salgadas)

Preparo:

Misture tudo em uma vasilha. Os grãos devem estar cozidos e frios para não murcharem as verduras e para que a crocância da salada seja mantida. Sirva a em um recipiente bem bonito, porque vale a pena :)

Essa dica também fica ótima como acompanhamento de carnes de qualquer espécie.

junho 28, 2010 at 14:52 Deixe um comentário

Risoto de tomate, tomilho e alho doce

Esta receita é dessas que levam ingredientes simples, mas cujo resultado é incrível. E é vegetariana, ou mais do que isso, vegana!

Risoto, como os leitores mais assíduos deste blog sabem, é minha especialidade. É um prato que adoro preparar e saborear. Dá para fazer inúmeras combinações maravilhosas e surpreender os convidados.

Desta vez, não usei manteiga, nem mascarpone, para ficar menos gorduroso. Mas pode ficar tranquilo, porque no final dá tudo certo. O risoto fica cremoso do mesmo jeito, pode apostar!

Você vai precisar de:

(Para 2 pessoas)

- 2 xíc. (café) cheias de arroz arbóreo (a medida é de 1 xícara de café por pessoa, se quiser ampliar a receita base do risoto)

- 1 cebola média picada em cubos

- 2 dentes de alho amassados

- 1 cabeça de alho inteira

- Tomilho fresco a gosto (usei o equivalente a 2 colheres de sopa rasas de folhinhas da erva)

- 20 tomatinhos piccolo ou cereja cortados ao meio

- 1 taça de vinho branco

- Noz moscada e pimenta do reino a gosto

- 1 fio de azeite extra-virgem

- 2 tabletes de caldo de vegetais diluídos em 500 ml de água fervente

Preparo:

Coloque a cabeça de alho inteira para assar em forno médio (200ºC), até que os dentes fiquem tenros. Isso deve levar cerca de 30 minutos, mas é bom vigiar para não queimar, já que o alho queimado amarga. Depois de cozidos, os dentes adquirem um sabor adocicado. Retire-os da casca, com cuidado para permanecerem inteiros, e reserve.

Aqueça o azeite e refogue a cebola e os dois dentes de alho esmagados. Em seguida, acrescente os tomates e o tomilho. Mexa delicadamente e adicione o arroz. Misture tudo e despeje o vinho. Salpique noz moscada e pimenta do reino, e misture até quase secar. Depois, vá adicionando as conchas do caldo de legumes até que o arroz fique cozido. Adicione os dentes de alho assados, misture e deixe descansar por cerca de 2 minutos. Sirva quente. Se quiser, pode adicionar 3 colheres de sopa de queijo parmesão de boa qualidade juntamente com o alho doce.

Uma observação: Os tomates quase irão desmanchar. Mas não tem problema, porque a intenção é essa mesma. Isso fará com que seu risoto ganhe cor e sabor ;)

Uma dica é que você também pode acrescentar migalhas de pão tostado sobre o risoto para dar mais crocância ao prato e um diferencial. Veja a foto acima.

junho 24, 2010 at 15:25 10 comentários

Legumes assados com tempero especial, alho doce e balsâmico

Taí uma dica de acompanhamento sensacional e que não pesa no estômago (e nem no bolso). Os legumes assados neste tempero que vou sugerir exalam um perfume maravilhoso e o colorido enfeita bastante o prato.

A sugestão a seguir vai bem com qualquer tipo de carne e grão. Escolha os acompanhamentos preferidos e mande ver!

Você vai precisar de:

(Serve 2 pessoas)

- 3 beterrabas pequenas, mas se não encontrar, 1 beterraba grande é suficiente

- 1/2 abobrinha italiana grande (ou uma pequena inteira)

- 6 dentes de alho grandes, descascados e inteiros

- 1 cenoura média/grande

- Vários ramos de alecrim fresco

- 8 col. (sopa) de vinagre balsâmico

- 1/2 noz moscada ralada

- Sal, pimenta do reino e cominho a gosto

- 2 fios generosos de zeite extra virgem (opcional)

Preparo:

Cubra um tabuleiro ou pirex pequeno com papel alumínio e deixe abas grandes nas laterais para conseguir embrulhar os legumes depois. Deixe o lado fosco para fora.

Lave bem e corte os legumes em rodelas grossas. Regue tudo com o vinagre balsâmico, o azeite e os temperos. Acomode os dentes de algo e os ramos de alecrim aleatoriamente.

Feche o papel alumínio e asse em forno alto (220ºC) por cerca de 1h30, ou até que os legumes mais duros fiquem tenros.

Está pronto para servir. Cuidado apenas para não se queimar com o vapor ao abrir o papel.

OBS: Esse prato pode ser preparado com os legumes, ervas e temperos de sua preferência. Basta usar a criatividade. Apenas recomendo que os dentes de alho nunca fiquem de fora, porque, depois de cozidos, eles ficam tenros e com um sabor adocicado fenomenal!

junho 11, 2010 at 12:59 Deixe um comentário

Figos com mel, ricota e castanhas-do-pará, porque ele merece

Esta é uma dica deliciosa de café da manhã. Fácil de fazer, bonita e muito gostosa.

A ideia é do meu chef preferido, o Jamie Oliver, mas a adição das castanhas-do-pará ficou por minha conta e risco. Pode confiar!

Gosto do Jamie Oliver pelas sugestões tão descomplicadas que ele dá. Muitas receitas dele podem ser preparadas por qualquer um, porque não exigem nenhuma técnica especial ou qualquer dificuldade. E essa é uma dessas delícias bárbaras e super simples.

Preparei de manhã para o Digo. :)

Você vai precisar de:

- 6 figos frescos

- 5 castanhas-do-pará

- 4 fatias de espessura média de ricota

- Mel à vontade

Preparo:

Basta partir os figos e as fatias de ricota ao meio e acomodá-los em um prato. Triture as castanhas grosseiramente e salpique por cima. Depois, regue tudo com mel.

Pode se lambuzar!

junho 2, 2010 at 12:57 2 comentários

Massa integral com molho de cogumelos, tomate italiano e ervas aromáticas

Eu nunca tinha experimentado a massa integral e confesso que daqui pra frente vou dar preferência a ela. Gostei da textura e fica bem bonita no prato. Além disso, é só um pouquinho mais cara do que a massa tradicional.

Esta receita é leve, não pesa no estômago e é muito saborosa (Nem usei queijo, mas, se quiser, fique à vontade para acrescentar). É uma boa dica para os vegetarianos de plantão. ;)

Você vai precisar de:

(serve 2 pessoas com fartura)

- 1/2 pacote de massa integral a sua escolha (eu usei farfalle, os lacinhos)

- 2 tomates italianos picados em cubos grandes (com casca e sementes)

- 1/2 embalagem de molho de tomate concentrado

- 1 embalagem de cogumelos de sua preferência

- 1 cebola média picada

- 2 dentes de alho grandes picados

- Azeite extra virgem

- Manjericão fresco a gosto

- Ervas finas a gosto

- Sal e pimenta do reino a gosto

Preparo:

Cozinhe a massa em água fervente com um fio de azeite e sal, até que ela adquira uma consistência al dente. Reserve.

Lave bem os cogumelos, corte-os em pedaços generosos e reserve.

Em uma panela, frite o alho picado no azeite. Quando ele dourar, adicione a cebola e o tomate picados, e uma pitada de sal e pimenta do reino. Mexa e deixe cozinhar por alguns minutos, sem deixar amolecer demais. Em seguida, adicione o molho de tomate e, se achar que a mistura ficou muito grossa, acrescente um pouco de água. Quando levantar fervura, abaixe o fogo e adicione os cogumelos. Deixe cozinhar com a tampa fechada por cerca de 8 minutos, sem ferver.

No final, acrescente as ervas finas, esfregando-as entre as mãos para ativar os aromas e também as folhas de manjericão fresco. Misture e sirva por cima da massa. Está pronto!

março 25, 2010 at 14:33 2 comentários

Batata recheada com queijo gruyère

Novamente, uma receita rápida, sem mistério e muito saborosa. Essas batatas ficam ótimas servidas com carnes vermelhas ou brancas e um bom vinho.

Você vai precisar de:

(Para 5 pessoas)

- 6 batatas médias ou grandes (depende do apetite das pessoas) inteiras

- 300g de queijo gruyère

- Quanto baste de parmesão de boa qualidade ralado

- Manjericão fresco a gosto

- 7 tomatinhos piccolo maduros cortados ao meio no sentido longitudinal

- Azeite extra virgem

Preparo

Cozinhe as batatas inteiras e com casca (lavadas!) até ficarem tenras. Depois de cozidas, parta-as ao meio e faça uma concavidade no centro de cada metade. Com a “polpa” que retirar de cada parte, faça um purezinho, amassando com o garfo. Reserve.

Corte o queijo gruyère em retângulos da largura de um dedo indicador e acomode os pedaços nas concavidades das batatas. Cubra com o purezinho. Polvilhe queijo parmesão e enfeite com os tomatinhos e folhas de manjericão. Regue com azeite e asse por cerca de 20 min. em forno pré-aquecido a 200ºC. Depois, se quiser, gratine.

Sirva quente e bom apetite!

OBS: Não é necessário usar sal, por causa dos queijos, mas vai do gosto de cada um. Se você prefere a comida um pouco mais temperada, sugiro que use sal no purê, ao amassar a batata com o garfo.

março 22, 2010 at 1:10 Deixe um comentário

Posts mais antigos


RSS Feed desconhecido

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Cozinha Fácil no Twitter

Posts por data

setembro 2014
S T Q Q S S D
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 61 outros seguidores