Posts filed under ‘Tira-gostos’

Novo Blog Cozinha Fácil

Novo Blog Cozinha Fácil (www.blogcozinhafacil.com.br) - Flávia Massara

Olá, leitores e amigos!

Pensando em vocês e em uma experiência mais bacana, o Blog Cozinha Fácil ganhou novo layout e está de cara nova.

A partir de agora, para ver novas receitas (e as mais antigas também), basta acessar o novo endereço: www.blogcozinhafacil.com.br.

A nova carinha do Cozinha Fácil o transforma em um livro de receitas virtual, em uma cozinha de aspecto bem mineiro na rede, ressaltando a minha origem em Belo Horizonte e a comida boa da minha terra :)

Espero que gostem do novo visual e continuem participando com comentários, dicas, críticas e sugestões. Visitem o www.blogcozinhafacil.com.br!

Obrigada!!!!

julho 15, 2010 at 14:59 1 comentário

Queijo gruyère com castanha-do-pará e dill

Delícia de entrada! No Natal eu postei uma dica de queijo camembert com geléias de pimenta e damasco aqui no blog. Se preferir, você também pode usar o gruyère.

Na viagem à Europa que fizemos em abril, visitamos os queridos amigos Ju e Virgili em Barcelona e ela fez gruyère assado com amêndoas tostadas em cima. Divino!

Agora, eu fiz uma adaptação da entradinha fácil e maravilhosa que a Ju fez e usei castanhas-do-pará cortadas grosseiramente em lascas e raminhos de dill sobre o gruyère assado por alguns minutos, até o queijo ficar mole.

E é só isso mesmo. Corte a tampinha do queijo e asse por alguns minutos. Não se preocupe, porque a casca do gruyère aguenta o calor e mantém a forma do queijo. Se quiser, já pode assar com as castanhas para dar uma crocância maior. Eu preferi colocar o “recheio” depois, até porque os raminhos de dill são muito delicados e não resistiriam ao forno.

Eu sou louca por queijos e esta é uma dica super fácil de preparar, saborosa e que causa uma ótima impressão :P. O duro de aguentar é o preço do queijo bacana nos supermercados brasileiros, hehe.

junho 8, 2010 at 13:13 4 comentários

Joelho de porco com molho honey mustard

Há quem torça o nariz para essa iguaria, mas também há quem adore! Eu, por exemplo, acho que o joelho de porco é um tira-gosto sensacional e muito saboroso (coisa de mineira que adora carne de porco, né?). Mas o prato também pode ser servido em um almoço mais informal.

Joelho de porco tem bastante carne e é delicioso. Não é seco e ainda fica com a pele pururuca, quer dizer, tipo torresmo, bem crocante. Já ouviu falar da famosa leitoa mineira a pururuca? Pois é…

Bem, vamos à receita.

Você vai precisar de:

(para 4 pessoas beliscarem com fartura)

- 1 peça de joelho de porco

- Suco de 1 limão maduro e grande

- 1 colher de sopa de sal para cada quilo de carne do joelho

- 2 dentes de alho grandes picados em lâminas

- Noz moscada a gosto

- Pimenta do reino a gosto

- 1 cálice de vinho branco

Preparo

Lave o joelho de porco e faça alguns furos na carne (na pele você não vai conseguir). Misture todos os condimentos e despeje sobre a carne. Vá regando o joelho por baixo da pele, entre os cortes e depois deixe descansar para apurar o tempero por cerca de 20 minutos.

Coloque o joelho com o caldo embrulhado em papel alumínio (o lado brilhante para dentro) em um tabuleiro. Asse em forno pré-aquecido a 230ºC por cerca de 1 hora. Retire o papel e deixe assar po mais 30 minutos. Se for necessário, após esse período, ligue o grill do forno para a pele estourar e ficar pururuca, virar torresmo mesmo. Pronto!

Para o molho honey mustard:

Misture mostarda, mel e pimenta do reino a gosto. Use sempre mais mostarda do que mel para não ficar muito doce. O ideal é ficar agridoce, com o sabor da mostarda se sobrepondo, mas vai do gosto de cada um. Sirva o molho sobre os pedaços do joelho de porco.

Bom apetite! Empanturre-se com prazer e sem culpa ;)

 

janeiro 20, 2010 at 23:24 4 comentários

Ceviche

O prato de hoje é uma ótima sugestão para os dias quentes. Além de ser bastante refrescante, é também muito saboroso. Foi inspirado no jantar servido na Cantina Piacenza, em Belo Horizonte.

O Ceviche é uma receita de origem peruana, cuja base é a marinada de peixe em um caldo citríco (suco de limão, lima, vinagre etc.). Deve ser usado um peixe de carne branca e firme, como namorado, robalo ou até frutos do mar, como camarão, lagosta e polvo. Eu usei tilápia, assim como a receita que provei. Para temperar, utiliza-se cebola, cheiro verde ou outras ervas e pimenta. Algumas receitas levam abacate. Pode ser servido como entrada ou prato principal, acompanhado de tortilhas mexicanas de milho, pipoca, pão, milho cozido ou batatas cozidas.

Então, sem mais delongas, vamos à receita! 

Ingredientes:
- 300g de filé de tilápia cortado em cubos pequenos (o peixe deve ser fresco)
- 150g de vinagre de framboesa (você pode usar suco de limão)
- 1/2 cebola picada em tiras finas
- Pepinos fatiados em conserva a gosto
- Pimenta do reino a gosto
- Sal a gosto
- Ramos de alecrim
 
Modo de fazer:
Faça uma marinada com os ingredientes, ou seja, coloque em uma tigela os cubos de peixe, o vinagre de framboesa, os ramos de alecrim, a cebola picada, o sal e a pimenta do reino. Cubra com plástico PVC e deixe descansar por 20 minutos na geladeira.
Em seguida, na vasilha onde for servir o ceviche, coloque os pepinos em conserva no fundo. Depois, acrescente a marinada por cima e coloque os raminhos de alecrim no topo para arrematar.
Sirva frio, acompanhado de tortilhas de milho e um bom vinho rosé ou branco geladinho.

novembro 24, 2009 at 1:15 1 comentário

Coxinhas de frango

Essa receita é facílima e fica muito gostosa. Você pode servir as coxinhas de entrada, acompanhadas de uma boa cerveja, ou usar pedaços maiores e variados de frango para servir em um almoço. Eu usei coxinhas de asa, que são mais delicadas.

O Digo achou uma delícia e comeu várias :D

Ingredientes:

- 1 embalagem de coxinhas de asa (12 unid.)

- 1 pacote de sopa creme de cebola em pó

- 1 vidro pequeno de catchup picante

Modo de preparo:

Com uma faca afiada, retire a pele das coxinhas. É bem fácil, elas saem inteiras se você cortar com a lâmina no sentido da pele. Depois, lave bem a carne, porque, vamos combinar, frango não tem um cheiro bom, certo? Pode usar água quente.

Numa vasilha, misture a sopa de cebola em pó e o catchup até formar uma pasta homogênea. Envolva as coxinhas na mistura e coloque para assar em forno pré-aquecido (210º) por cerca de 30 minutos. Prontinho!

novembro 23, 2009 at 0:09 2 comentários

Entradinha de damascos recheados

Uma graça! Harmoniza o doce do damasco com o sabor suave do cream cheese, que não chega a ser muito salgado, e a crocância das amêndoas. Vai muito bem com um espumante geladinho e você pode comer um monte desses sem sentir muita culpa.

A receita é muito fácil e rápida. Uma boa sugestão de entrada e fica lindinha na mesa.

O espumante que servi junto foi o francês Pol Clément Rose Sec. Delicioso!

Ingredientes:

- Uma embalagem de damascos secos

- 1 pote de cream cheese ligth de 150g (Se você estiver disposto a gastar mais, pode substituir o cream cheese por queijo brie ou mascarpone)

- Amêndoas em lascas

Modo de preparo:

Corte os damascos ao meio, como se fossem conchas. Recheie com o cream cheese e espete lascas de amêndoas. Sirva frio.

 

novembro 19, 2009 at 13:17 6 comentários

Camarões salteados no mel, alecrim e balsâmico

camarao1De-li-ci-o-so e lindo! O tempero deste prato combina o doce do mel, a acidez do vinagre balsâmico e o perfume do alecrim. Você pode fazer desta receita um molho para uma massa, servir com purê de batatas ou até comer puro e aí é só escorrer o caldo.

Ingredientes:

- 400g de camarões médios e limpos

- 3 colheres de sopa de azeite extra virgem

- 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico

- 1 colher de sopa de mel

- Bastante alecrim fresco

- Sal a gosto

camarao2Modo de fazer:

Misture todos os temperos e coloque os camarões lavados, sem casca e sem cabeça para descansar por alguns minutos no molho. Vá regando os “bichinhos” no caldo para que eles absorvam o sabor. Em seguida, jogue tudo numa frigideira e refogue por cerca de 5 minutos e não mais do que isso (se vc cozinhar frutos do mar por muito tempo, eles ficam borrachudos e a idéia é deixá-los suculentos). O camarão solta água e o caldo aumenta. Se você servir como molho para massa, basta misturar ao macarrão cozido e salpicar parmesão ralado. Se quiser comer sozinho, escorra o caldo o sirva. Eu comi como aperitivo.

Uma dica que vi na televisão sobre a utilização do alecrim fresco: Deixe os raminhos de molho em água gelada antes de desfolhá-los, porque quando você aquecer a comida, a folhinhas não vão torrar e permanecerão verdes. Não sei se é a pura verdade, mas fiz isso e, de fato, as folhinhas conservaram uma cor viva (reparem nas fotos), mesmo depois de refogadas no caldo quente do camarão.

outubro 9, 2009 at 1:23 1 comentário

Posts mais antigos


RSS Feed desconhecido

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Cozinha Fácil no Twitter

Posts por data

outubro 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 63 outros seguidores