Posts tagged ‘Jantares’

Namorado no almoço e no jantar

Namorado antes de ser assado

Namorado antes de ser assado

Adoro peixe! Então, na quinta-feira, dia 23, dia de São Jorge, foi feriado aqui no Rio e eu e o marido voltamos da praia decididos a fazer um peixe assado no almoço. O melhor é que fica pronto bem mais rápido do que as outras carnes, é fácil de fazer e é bem mais leve.

Fomos ao supermercado e compramos um namorado. O peixe é de escamas, a carne é branquinha e muito saborosa. Só tem que tomar cuidado com os espinhos. Pedi ao vendedor para limpar bem o peixe e retirar as escamas. Em casa, dei mais uma lavada nele e retirei muito pouca coisa.

NAMORADO ASSADO COM PIMENTA ROSA

Ingredientes:

– 1 namorado de 2,5 kg inteiro e limpo, sem escamas

– 4 batatas médias

– 1/2 cebola grande

– Pimenta rosa a gosto

– Sal a gosto

– Azeite a gosto

Modo de preparo:

Faça cortes largos nas laterais do peixe, como se separasse os pedaços que serão servidos.

Corte rodelas grossas de batata e médias de cebola. Tempere com sal a gosto. Cubra um tabuleiro com papel alumínio e faça uma cama de batatas e rodelas de cebola para acomodar o peixe por cima. Passe sal nos cortes do peixe para temperá-lo. Regue com bastante azeite o peixe, as batatas e a cebola. Salpique com pimenta rosa e cubra tudo com papel alumínio (o lado brilhante para dentro e o fosco para fora). Pré-aqueça o forno a 215 graus por 10 minutos e coloque para assar. O peixe estará pronto quando as rodelas de batata estiverem cozidas. Demora cerca de 40 minutos.

MOQUEQUINHA DE CAMARÃO PARA ACOMPANHAR

 

O prato montado: Namorado assado com moquequinha de camarão por cima e salada

O prato montado: Namorado assado com moquequinha de camarão por cima e salada

 

Ingredientes:

 

 

 – 2 colheres de sopa de azeite

– 1 bandeja de camarões médios

– 2 tomates picados em cubinhos e sem sementes

– 1/2 cebola grande picada em cubinhos

– Sal a gosto

Modo de preparo:

Refogue a cebola no azeite e sal, até que ela fique transparente. Acrescente o tomate e refogue-o. Acrescente os camarões e refogue a mistura até que eles adquiram uma cor avermelhada. Os camarões vão soltar bastante água, fazendo o caldo da moquequinha. Sirva a moquequinha por cima dos pedaços de peixe assado.

Para acompanhar, o marido fez salada de alface americana, palmito, tomate picado sem semente e cenoura.

abril 29, 2009 at 0:46 2 comentários

Risoto de Camarão

(Veja receita de risoto de camarão com açafrão aqui!)

Demorou, mas aí vai a receita com as devidas fotos do risoto de camarão. Ficou uma delícia!!!

Fiz para uma ocasião muito especial. Recebemos grandes amigos em casa e depois de uma tarde super agradável, fomos jantar.

Ingredientes:rio-0102

– 1/2 cenoura

– 1 cebola pequena picada em pedaços pequenos

– 1 bandeja de camarões médios e limpos, sem cauda, cabeça e casca

– 3 cubos de caldo de vegetais

– Manteiga

– 4 xícaras de chá de arroz arbóreo próprio para risoto

Modo de Preparo:

Numa panela, ferva os cubos de caldo de vegetais em água e reserve aquecido.  rio-0091

Numa frigideira, derreta uma colher de sobremesa de manteiga em fogo baixo. Acrescente a cebola picada. Quando a cebola estiver transparente, adicione a cenoura cortada em cubinhos bem pequenos e os camarões limpos. Quando os camarões adquirirem uma cor avermelhada, desligue o fogo. Ele vai soltar muita água, mas não se preocupe e não jogue fora. Reserve a mistura.

Numa outra panela, coloque uma colher de sopa de manteiga e deixe derreter em fogo baixo. Aumente o fogo e adicone o arroz, mexendo sem parar. Quando o arroz tiver todos os grãos envolvidos pela manteiga, acrescente duas conchas do caldo de vegetais. Mexa sempre.

Quando o arroz começar a secar, adicone mais duas conchas do caldo de vegetais e a mistura com os camarões. Não pare de mexer. O arroz arbóreo cresce muito, portanto, use uma panela grande.

Depois disso, vá acrescentando conchas de caldo de vegetais até que o arroz apresente um aspecto cremoso, mas a consistência dos grãos deve ser al dente. Desligue o fogo e acrescente mais uma colher de sobremesa de manteiga. Mexa e sirva com parmesão em lascas por cima. O queijo vai derreter e dar um sabor especial.

 Bom apetite!!!

abril 22, 2009 at 15:15 1 comentário

Picanha suína

dsc01016A próxima receita era para ser um risotto de camarão que fiz no feriado, mas não estou com as fotos. Então, fica para logo mais.

A picanha suína pode parecer difícil – tem gente que acha que fazer carnes é complicado, mas é bem fácil de fazer. É só ir ao supermercado e comprar a peça já limpa (mas, mesmo assim, ao chegar em casa tem que dar uma finalizada na limpeza da carne). Eu comprei uma picanha suína semi-defumada .

Tempere a picanha inteira com sal, alho picado, limão e pimenta malagueta picada a gosto. Faça alguns furos na carne para o tempero penetrar. Depois, salpique alecrim por cima da carne e coloque no tabuleiro. Mesmo se você já comprar a carne temperada, é bom dar uma reforçada no sabor. Só tome cuidado para não salgar demais.

Separe 3 batatas grandes, lave-as e corte-as em rodelas grossas (não precisa retirar a casca das batatas, por isso elas precisam estar bem lavadas). Tempere as rodelas com sal e alecrim e distribua pelo tabuleiro juntamente com a carne.

Eu usei um tabuleiro com grelha e coloquei um pouco de água no fundo, por que a gordura da carne escorre e fica dsc010181mais fácil de limpar depois. As batatas também assam melhor numa grelha: ficam durinhas por fora e macias por dentro.

Leve ao forno pré-aquecido a 205 garus por cerca de 1h30. 

Para acompanhar, fiz arroz e salada de tomate cereja, champignon e agrião.

Bom apetite!

abril 17, 2009 at 2:13 1 comentário

Risoto de cogumelos

risoto_cogumelos3Quer saber como eu fiz essa delícia? Não precisa pedir duas vezes. Eu conto!

Risotto é um prato super suculento e vamos combinar que é chique, faz vista e impressiona. De cogumelos, então, nem se fala 😉 Este aqui da foto foi feito com arroz sete grãos. Um arraso e fica super bonito!

E, ah!, foram usados cogumelos frescos, tá? Nada de champignon em conserva, pelo-amor-de-Dadá!

Vamos ao que interessa.

Ingredientes:

– 1/2 pacote de arroz sete grãos

– 2 tabletes de caldo de vegetais

– 4 col. (sobremesa) de azeite

– Cogumelos diversos (se quiser, pode fazer com um tipo só, mas no supermercado você encontra aquelas bandejas com vários deles)

– 1 col. sopa de manteiga

– 1/2 cebola média

– Queijo parmesão ralado (não pode ser aquele fedidinho do pacotinho, porque estraga tudo) delicia

Modo de preparo:

Lave os cogumelos e ferva em água por 5 minutos. Depois, pique os cogumelos, mas seja generoso nos pedaços. Reserve. 

Pique a cebola em pequenos pedaços e reserve.

Ferva os dois tabletes de caldo de vegetais e conserve quente em fogo baixo.

Numa outra panela, aqueça o azeite e jogue a cebola picada. Mexa até que a cebola fique transparente e não deixe queimar. Jogue o arroz. Misture para que o arroz esquente e se misture ao azeite e à cebola. Jogue metade do caldo de vegetais no arroz e deixe cozinhar, mas não deixe secar. Mexa sempre! Você deve regar o arroz continuamente para que ele cozinhe e fique com um aspecto cremoso, porém sem desmanchar (no caso do arroz sete grãos, isso é difícil de acontecer, porque ele é mais durinho).  Jogue os cogumelos e continue mexendo. Quando os grãos estiverem cozidos, desligue o fogo. Não deixe o arroz encharcado, mas também não deixe o caldo de vegetais secar totalmente. Jogue a mateiga e misture. Acrescente o parmezão ralado em lascas e sirva.

abril 7, 2009 at 1:29 5 comentários

O pezinho na cozinha

chef_hat1Tudo começou quando me casei em 31 de janeiro deste ano. Até então, nunca tinha precisado entrar na cozinha e fazer almoço ou preparar algum prato, salvo raras exceções nas quais estive entre amigos e a necessidade faz o milagre.

Cozinha para mim sempre foi aquele ambiente agradável, onde comemos, bebemos, batemos um papo legal com a família ou os amigos, mas o trabalho “sujo” eu sempre deixava para alguém fazer. Nunca encarei o preparo como diversão. Minha praia sempre foi saborear.

Depois de casada, as coisas mudam, né. Descobri que tenho um pezinho na cozinha e resolvi que deveria aprender algumas coisas. Comecei, então, a fazer incursões* culinárias. E não é que gostei? Não é que tenho dominado o território inimigo?

Pois é… a idéia deste blog é ajudar as moças (ou rapazes! Por favor não se sintam excluídos) que, assim como eu, têm uma rotina pesada de trabalho, sem muito tempo e/ou disposição para cuidar da casa,  mas que gostam de surpreender e presentear as pessoas com uma experiência saborosa.

Puxem uma cadeira e juntem-se à mesa!

Incursão: Penetração súbita em território inimigo. Ótima definição, no meu caso.

abril 5, 2009 at 16:02 6 comentários


RSS Feed desconhecido

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Cozinha Fácil no Twitter

Posts por data

agosto 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031