Posts tagged ‘receita fácil’

Penne com cogumelos na cestinha de parmesão

Minha obra de arte

Minha obra de arte

Um sucesso! Quando meu marido viu as cestinhas de queijo, achou um barato! E além de muito gostosas e crocantes, enfeitam à beça o prato.

Para a cestinha (rende 2 cestinhas)

Rale cerca de 300g de queijo parmesão de boa qualidade. Separe um copo largo e não muio alto para moldar a cestinha. Os melhores são os de whisky e é melhor que a boca seja mais larga que o fundo do copo para a cestinha soltar mais facilmente.

Modo de preparo da cestinha

Aqueça uma frigideira antiaderente e salpique o quejo formando um disco. Deixe derreter e ficar na panela por cerca de 5 minutos. Vai parecer uma omelete. Depois, desligue o fogo e descole a borda do queijo com uma espátula. Coloque o copo com o fundo encostado no queijo e vire a panela. Muito cuidado para não se queimar, porque o queijo fica pelando. Ajeite os “babadinhos”. Deixe esfriar e retire o copo com cuidado. Tá pronta!

Para o penne com cogumelos (rende duas porções)

– 1/2 pacote de massa penne grano duro

– 1 embalagem de cogumelos paris fescos

– 1 lata de molho de tomate

– 1 colher de chá de manteiga sem sal

– 1/2 cebola picadinha

– 2 dentes de alho picadinhos

– Tomilho a gosto

– Pimenta do reino a gosto

– Parmesão ralado a gosto

– Sal a gosto

Modo de preparo

Numa panela derreta a manteiga. Acrescente o alho e deixe dourar. Junte a cebola e cozinhe até que os pedaços fiquem transparentes. Dicione o molho de tomate e meia lata de água. Junte o tomilho e a pimenta do reino. Deixe ferver um pouco para engrossar e abaixe o fogo.

Lave os cogumelos e deixe-os de molho em água quente por cerca de 5 minutos. Depois, fatie-os e junte-os ao molho. Mexa por alguns minutos.

Cozinhe o macarrão em água com sal e um fio de azeite. Depois de pronto, escorra-o e coloque a massa dento da cestinha. Jogue o molho por cima da massa e salpique queijo parmesão ralado.

Pode servir e se deliciar!

agosto 22, 2009 at 16:07 4 comentários

Entrada: Tomatinhos ao forno

DSC01501

Muito, muito fácil mesmo de fazer. É só cortar tomates cereja ao meio ou fatiar os maiores em três, cobrir uma assadeira com eles, regar com azeite extra virgem, acrescentar azeitonas pretas picadinhas e salpicar bastante tomilho.

Asse em forno médio (210ºC) por cerca de 30-40 minutos. Os tomatinhos vão ficar cozidos e o tomilho vai desprender um cheiro ótimo. Mas o melhor de tudo é o azeite, que vai ficar muito saboroso. Não precisa colocar sal.

Sirva com fatias finas de pão italiano ou torradinhas antes do jantar 😉

Mais…

Também fiz os tomatinhos substituindo o tomilho por alecrim e fica tão bom quanto. Vejam aí a foto:

DSC01527

agosto 22, 2009 at 15:46 2 comentários

Quibe assado

Quibe assado, arroz branco, lentilha e agrião no almoço de sábado

Quibe assado, arroz branco, lentilha e agrião no almoço de sábado

Essa receita é muito prática e delicosa. Aprendi com meus pais. Preciso dizer que o cominho dá um cheiro e um gosto especiais ao prato. Para quem não conhece – afinal de contas, este é um blog para inexperentes na cozinha – , o cominho é uma especiaria usada na alimentação desde os celtas antigos. É muito empregado na culinária árabe, que eu gosto tanto. O sabor é forte e exótico, e por isso a medida não pode ser exagerada. Eu uso uma colher de chá de cominho para cada quilo de carne (aprendi com a mama 😉 ).

Chega de lenga-lenga e vamos ao que interessa: a receita.

Ingredientes:

– 1 kg de patinho bem moído

– 1 pacote de trigo para quibe

– 2 copos de requeijão cremoso light

– 1 cebola média bem picadinha

– 3 dentes de alho picadinhos

– 1 colher de chá rasa de cominho

– Sal a gosto

– Salsa, cebolinha e hortelã picadinhas a gosto

– Azeitonas picadas
 
DSC01494Peparo:

Deixe o trigo de molho por cerca de 30 minutos e não mais do que isso. O ponto é quando você espreme os grãos e eles estão macios por fora e durinhos por dentro.

Reserve cerca de 300 g do patinho moído para o recheio do quibe. Refogue com as azeitonas picadas e um punhado de salsa e cebolinha (não precisa colocar sal aqui).

Para a massa do quibe, tempere as outras 700 g da carne moída com sal, alho, cebola picada, cominho, hortelã, salsa e cebolinha. Se quiser, pode colocar um pouco de pimenta malagueta picadinha também.

Escorra a água do trigo e vá espremendo com as mãos para drenar bem. O trigo deve ficar uma farofa meio seca. Depois, misture-o com a carne temperada e sove bem para que fiquem bem misturados e formem uma massa uniforme.

Unte um tabuleiro com um pouco de azeite, coloque metade da massa do quibe no fundo. Em seguida, espalhe o recheio de carne moída e acrescente o requeijão (a dica é colocar o requeijão no microondas por alguns segundos para que fique mais ralo e fácil de espalhar). Cubra o recheio com a outra metade do quibe (Mais uma dica: para não espremer o recheio, faça “bifinhos” com o quibe e vá juntando as partes por cima. Depois, molhe as mãos na água fria e alise a segunda camada do quibe para ficar certinha) . Quadricule o quibe, fazendo marcas para cortar os pedaços depois de pronto e regue com azeite. Asse em forno médio (220°C) por exatos 40 minutos.

Depois, é só comer! Servi com lentilha, arroz e salada de agrião, cenoura e tomate. Maravilha!

agosto 17, 2009 at 0:50 4 comentários

2ª versão: Batata surpresa do jeito que eu (mais) gosto

A 2ª versão da batata surpresa: maior e melhor

A 2ª versão da batata surpresa: maior e melhor

Recebemos um casal de amigos fofíssimos, o Ti e a Jana no fim de semana. A bagaça é que o Ti não come carne de nenhum tipo. Então, resolvi fazer aquela batata recheada, mas dei uma incrementada e, além de mais bonita, também ficou bem mais gostosa.

Ingredientes (para 4 pessoas esfomeadas):

– 8 batatas grandes

– 1 copo de requeijão cremoso

– 300 g de mussarela

– 1 lata de palmito

– 1/2 lata de milho

– 1/2 copo de leite

– 1/2 cebola picada em cubinhos

– 2 dentes de alho picados

– Manjericão a gosto

– 2 colheres de sopa de azeite

– Sal e pimenta do reino a gosto

DSC01472Modo de preparo:

Prepare o recheio: Numa panela, refogue a cebola picada no azeite, acrescente o alho e deixe dourar. Abaixe o fogo até o mínimo e despeje o requeijão e o leite. Misture até ficar um creme homogêneo. Adicone o palmito picado e o milho. Misture e deixe aquecido.

Cozinhe as batatas, retire as cascas e amasse num pirex. Tempere com sal e pimenta do reino a gosto. Separe metade do “purê” e acerte a outra parte no pirex, cobrindo o fundo uniformemente.  Despeje o recheio, espalhe e cubra tudo com a outra metade das batatas amassadas. Ajeite com cuidado para o recheio não vazar e faltar em alguma parte. Polvilhe a mussarela ralada por cima, distribua as folhas de manjericão e coloque para assar por uns 20 minutos em forno a 180º. Depois, gratine para o queijo tostar por cima e criar aquela crostinha.

Pode servir e se deliciar 🙂

julho 15, 2009 at 0:28 5 comentários

Bruschettas

DSC01459

Estou na onda do queijo, tomate e manjericão. Adoro essa combinação. Fica boa em salada, macarrão, pizza e… bruschetta! É uma ótima dica de entrada, fácil de fazer e ainda fica bonita.

Ingredientes: (para 11 brushettas médias)

– 1 baguete de pão italiano ou português (o pão italiano é o casca grossa de miolo mole – brincaderas à parte – e o português é macio, com uma massa mais compacta e tem uma farinha polvilhada na casca). Eu usei o português, gosto mais para bruschettas

– 2 tomates grandes e maduros picados em cubinhos

– 250 g de mussarela ralada

– Manjericão a gosto

– Azeite extra virgem

Modo de preparo

Fatie a baguete em pedaços largos. Exclua as pontas. Num tabuleiro, disponha as fatias de pão. Por cima de cada uma, distribua o queijo primeiro e depois porções de tomate picado. Para arrematar, coloque algumas lascas de queijo sobre o tomate para derreter e segurar o recheio. Asse em forno médio por alguns munitos, sem deixar o pão torrar. Quando retirar, coloque as folhinhas de manjericão por cima. Arremate com um fio de azeite. Tá pronto!

Eu não asso com o manjericão, porque as folhas murcham e gosto delas bem verdinhas, viçosas e perfumadas.

julho 15, 2009 at 0:02 Deixe um comentário

Risoto aromático de abóbora

DSC01272

Esta receita é, sem dúvida, a mais gostosa que eu já preparei: perfumada, saborosa, suculenta e diferente.

Uma grande amiga minha, a Glauce, é vegan* e sugeriu que eu fizesse um risoto de abóbora certa vez. Então, eu resolvi testar uma receita que me pareceu diferente e que transformaria um simples risoto de abóbora num prato digno de um restaurante chique. Nem preciso dizer que o marido adorou, né! 😉

 

Ingredientes:

(serve 2 pessoas com fartura)

– 1/2 cebola grande picada em cubinhos

– 2 dentes de alho grande picados em cubinhos bem pequenos

– 2 e 1/2 xícaras de chá de arroz arbóreo

– 2 colheres de sopa de azeite extra virgem

– 1 pacotinho de caldo de legumes em pó

– 1/2 abóbora média cortada em cubinhos e sem casca

– Sementes de abóbora

– Raspas da casca de 1 limão

– Suco de 1 limão

– Salsa a gosto

– Pimenta do reino  e sal a gosto

– Queijo parmesão em lascas a gosto (quem é vegan não precisa colocar). Não serve aquele parmesão fajuto de pacotinho, tá? Tem que ser aquele bom, faixa azul.

Modo de preparo:

Dissolva o caldo de legumes em 1L de água fervente.

Numa frigideira, toste as sementes de abóbora, até ficarem crocantes, mas sem queimá-las. Reserve.

Cozinhe os cubos de abóbora no vapor até ficarem tenros.

Numa panela, colque o azeite e uma pitada de sal para aquecer. Acrescente a cebola picada e cozinhe até que elas fiquem transparentes. Adicione o alho picado e deixe dourar (cuidado para não queimar, porque dá um gosto forte). Em seguida, coloque o arroz, misture à cebola e ao alho por cerca de 2 minutos. Adicione metade do caldo de legumes e mexa sem parar até que o arroz absorva o caldo. Depois vá colocando conchas de caldo aos poucos, sempre mexendo, até o arroz crescer e ficar cremoso. Nesse ponto, adicione o suco de limão, mexa e adicione a pimenta do reino.  Acrescente a abóbora e mais uma concha do caldo de legumes (mexendo sempre). Acrescente as  raspas de limão e as lascas de parmesão. Deixe o queijo derreter, delisgue o fogo, adicione a salsa.  Misture e siva quente com as sementes de abóbora por cima.

Acompanhamento:

Comprei uma embalagem com coxa e sobrecoxa de fango desossadas e sem pele. Limpei o excesso de gordura e temperei com molho inglês, pimenta e sal a gosto. Assei num tabuleiro com grelha.   

* De acordo com a Wikipedia, o “Veganismo é uma filosofia de vida motivada por convicções éticas com base nos direitos dos animais, que procura evitar a exploração ou o abuso dos mesmos, através do boicote a atividades e produtos considerados especistas”. Os veganos não consomem absolutamente nada de origen animal ou testado em animais.

junho 7, 2009 at 19:51 3 comentários

Salada deliciosa

DSC00984

O marido adora essa salada! É bobinha de fazer, mas saborosíssima! Você pode servi-la com folhas diversas, por exemplo. Monte uma cama de alface americana, alface crespa e repolho cru rasgados e acomode uma porção desta salada por cima. Fica bonito!

Ingredientes:

– 2 pacotinhos de kani

– 1 lata de palmito

– 1 embalagem de queijo mussarela em palitos

– 1 pacote de batata palha

– 1 lata de creme de leite sem soro

Modo de preparo:

Desfie todos os ingredientes em tirinhas, adicione o creme de leite e misture. Na hora de servir (só na hora), coloque a batata palha por cima para que ela não murche. Tá pronta a salada!

Você também pode substituir o creme de leite por 3 ou 4 colheres de maionese light. O sabor fica mais acentuado, mas também fica gostoso.

junho 2, 2009 at 1:49 5 comentários

Posts antigos


RSS Feed desconhecido

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Cozinha Fácil no Twitter

Posts por data

junho 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930